Edlena Barros

Santo António– Começou hoje, 29 de junho, na cidade de Santo António, o 1º Ciclo de Conversa da Justiça, no âmbito do Programa de Modernização do Sistema de Justiça em São Tomé e Príncipe. A ser realizado a cada dois meses, o evento tem como objectivo aprofundar a coordenação e a discussão dos temas da Justiça entre os seus principais intervenientes, num ambiente que permita uma discussão aberta e transparente entre estes e a criação e fortalecimento de pontes.

Este encontro contará com a participação do Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, do Procurador-Geral da República e do Bastonário da Ordem dos Advogados, considerando que os magistrados judiciais, os magistrados do Ministério Público e os advogados são atores transversais no sistema judiciário e aqueles que, do ponto de vista técnico-processual, detêm um conhecimento empírico e técnico mais aprofundado das questões a serem debatidas.

Através das apresentações, discussões e recomendações deste I Ciclo de Conversas da Justiça, espera-se:

  • Criar um palco onde os fazedores da justiça reúnam visando a discussão de diferentes temas que afetem o regular funcionamento do sistema com vista a gerar consensos e encontrar possíveis acertos para o melhor funcionamento do aparelho judicial são-tomense;
  • Partilhar os diferentes pontos de vista sobre as situações trazidas perante o sistema de Justiça permite uma melhor coordenação entre os diversos intervenientes;
  • Que os contactos, formais e informais, entre as diversas instituições e operadores judiciários são intensificados, potenciando uma mais rápida e eficaz solução para cada caso concreto;
  • Que os conhecimentos empíricos de cada um dos intervenientes são aprofundados, mediante a troca de experiência e informações;
Comunicado de Imprensa: Ler mais
 

 

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD São Tomé e Príncipe 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue