Foto: Edlena Barros

Ao todo fazem parte do lote entregue a Secretária do estado para a comunicação Social pelo PNUD, 6 computadores para apoiar na reactivação das rádios comunitárias. Este apoio surge no âmbito do contributo do Sistema das Nações Unidas em São Tomé e Príncipe para a reactivação das Rádios Comunitárias que estão na linha da frente na prevenção e controlo da COVID-19 no país. Desta forma espera-se que as rádios possam apoiar os esforços nacionais de sensibilização contra a pandemia do novo Coronavírus em São Tomé e Príncipe.

A entrega foi feita pelo Representante Residente Adjunto do PNUD, Olaf Juergensen que frisou a importância da informação para garantir que as pessoas possam melhor contribuir para o combate da doença.

Em nome do Governo, o Secretário de Estado para a Comunicação Social, Adelino Lucas, agradeceu os computadores e disse que a reactivação das rádios comunitárias é neste momento “uma das prioridades para garantir que, em tempo de pandemia, a informação chegue a todas as comunidades”.

Actualmente existem no país quatro rádios comunitárias, sendo duas no Distrito de Lembá (Tlachá e Farol), uma em Lobata (Lobata) e uma em Caué (Yogo). Essas mesmas rádios têm sobrevivido do apoio pontual de projectos que operam nos respectivos distritos, do poder local e de pequenos pagamentos de publicidade. No seu quadro de técnicos contam com voluntários e amantes da comunicação social que têm dedicado parte do seu tempo na produção semanal de conteúdos. Recentemente a Secretaria de Estado para a Comunicação social assumiu para a gestão das mesmas rádios.

Esta entrega enquadra-se no nosso plano de resposta a Pandemia da COVID-19, que englobam 4 áreas de intervenção, nomeadamente o reforço dos sistemas de saúde para responder à COVID-19, incluindo a aquisição e a gestão da cadeia de abastecimento, a gestão e resposta inclusiva e multissectorial, a avaliação do impacto sócio-económica e a recuperação da mesma e a contribuição para o Plano de Contingência Inter-Agências da ONU.

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD São Tomé e Príncipe 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue