Em dezembro de 2019 Adnilson de Sousa apresentou um dos 15 projectos vencedores da iniciativa “Empreendedorismo Social”. A sua ideia era de criar a CAFRA (Cooperativa Agrícola Familiar de Roça Abade), uma cooperativa agrícola familiar que tem como grande objectivo melhorar a situação económica e social de famílias da Roça Abade, através da produção e venda de produtos agrícolas de qualidade e a preço acessível.

Abdu, como é conhecido entre todos, acredita que a agricultura é a base para o desenvolvimento, principalmente para um país como São Tomé e Príncipe. “Através dela podemos garantir a Segurança alimentar e melhorar a situação económica das famílias envolvidas e agora mais do que nunca, precisamos plantar”, disse ele.

Passados seis meses os frutos deste projecto já começam a ser visíveis. Inicialmente o projeto previa empregar seis famílias para trabalharem na limpeza, plantação, colheita e venda de produtos agrícolas tais como: Banana pão, matabala, mandioca cacau. No entanto seis famílias estão hoje a trabalhar no projecto.  Com a oficialização da parceria, neste momento o projecto tem seis parceiros (Famílias) envolvidos, sendo que cada uma delas colocou a disposição do projecto as suas parcelas de terra, o que representa 120.000 metros quadrados, ou seja, 12 hectares de terra para plantação.

“Durante o primeiro trimestre do projecto, essas seis, famílias receberam um subsídio mensal de 1.000.00 Dobras de modo a aumentar as suas rendas mensais até que as parcelas de terra comecem a ser produtivas de modo a garantir o auto-sustento de todos envolvidos no projecto”, afirmou Adnilson.

Foi feita a encomenda e aquisição de diversos equipamentos e ferramentas como machim, enxada, botim, capa de chuva, lima, gancho que foram já entregues aos agricultores.  “Nós queremos com esta cooperativa melhorar a vida destas famílias, por isso fizemos um primeiro trabalho para organizá-las, motivá-las através da compra de equipamentos e da atribuição de um subsídio mensal, também iremos construir um armazém e teremos uma estratégia de venda para toda a produção.  Ao juntarmos as terras as famílias deixam de produzir de forma isolada, pois não existe “minha produção”, mas sim “nossa produção”. Com isso vamos dinamizar a produção e após a venda o valor será repartido entre as famílias, separando sempre a parte para investir”, acrescentou Adnilson.       

Com os equipamentos recebidos já foi feita limpeza geral dos terrenos (capinação, poda, desbravamento,) e também já foram identificados e preparados os locais onde serão plantadas as bananeiras, matabaleiras, mandioqueiras e outros.

Ao ser um dos vencedores do Projecto Empreendedorismo social, uma iniciativa do PNUD em parceria com o Ministério da Juventude, Desporto e Empreendedorismo e as Câmaras Distritais de Água Grande e Mé-Zochi, Abdu   diz considerar-se um privilegiado, pois foi-lhe dada uma “grande oportunidade de empreender, fazer a diferença e ajudar os outros e isso mudou as minhas perspectivas” acrescentou.

Para este começo de actividades, CAFRA tem como meta plantar 3.000 pés de Matabaleiras, 2.000 pés de Mandioqueira e 1.000 pés de Bananeira pão. Mais de 50% das plantas já estão no solo e também já têm uma lista de clientes a espera. Resultados que faz Adnilson Sousa acreditar que CAFRA será um sucesso.

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD São Tomé e Príncipe 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue