PNUD

Sobre o PNUD

PNUD em São Tomé e Príncipe

 

 

Sobre nós

O PNUD estabeleceu-se em São Tomé e Príncipe logo após o país ter conquistado a sua independência e tem estado a acompanhar os esforços do mesmo para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Presente em 177 países e territórios, o PNUD visa ajudar os governos e as populações a identificarem as suas próprias soluções aos desafios nacionais e internacionais de desenvolvimento. Para reforçarem as suas capacidades, estes mesmos países podem contar com o apoio dos funcionários do PNUD, bem como dos parceiros desta organização.

O PNUD reúne e coordena os esforços empreendidos a nível internacional e nacional, com a finalidade de combater a pobreza e alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Comprometemo-nos a ajudar os países a elaborarem estratégias de desenvolvimento e a partilharem soluções para os problemas referentes a Boa Governação, Crescimento Económico e Resiliência e Coesão Social.

O que fazemos?

O PNUD é uma rede global de desenvolvimento do Sistema das Nações Unidas. Defende a mudança e conduz os países ao conhecimento, experiências e recursos, de que necessitam as populações para melhorarem as suas vidas.

No entanto, uma visão tão ambiciosa requer uma organização que satisfaça ou transcenda os mais altos requisitos de qualidade e eficácia, aguardados por ela ou pelos seus parceiros. O nosso trabalho articula-se à volta de um conjunto reorganizado de resultados. Assim, estes são chamados a refletir as prioridades e as necessidades de cada país e cada região a que São Tomé e Príncipe pertence e favorecer as mudanças em matéria de desenvolvimento. É neste sentido, que o PNUD acompanha os esforços de São Tomé e Príncipe para o cumprimento da Agenda de Transformação do País – 2030, em articulação com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável para o mesmo período.

NOSSO FOCO

Desde a entrada em vigor da Agenda 2030 e seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em janeiro de 2016, o PNUD São Tomé e Principe vem desenvolvendo sua cooperação em torno de quatro áreas-chave ou eixos, conforme seu Programa de País para o ciclo 2017-2021. 

Pessoas
Desenvolvimento de capacidades para reduzir as desigualdades,  superar crises  e melhorar a qualidade dos serviços públicos, com foco nas pessoas em situação vulnerável, por meio de subsídios técnicos para políticas públicas

Planeta
Suporte para melhor gestão de recursos naturais, estímulo à eficiência energética e ao enfrentamento da mudança global do clima, assim como o fortalecimento da resiliência de populações e regiões mais vulneráveis, incluindo áreas de risco de desastres naturais, com envolvimento tanto de governos quanto de empresas.

Prosperidade
Estímulo ao crescimento econômico inclusivo, por meio do fortalecimento de parcerias público-privadas, da implementação da Agenda 2030 e dos ODS em estados e municípios brasileiros, contribuição para a redução da desigualdade de gênero no setor privado, promoção de negócios inclusivos, entre outras ações.

Paz
Incentivo à transparência e ao enfrentamento da corrupção, fortalecimento das instituições do sistema de Justiça, estabelecimento de diálogos pela eliminação das diferentes formas de preconceito e discriminação, modernização do Estado, entre outras medidas que promovam os direitos humanos e uma sociedade pacífica.

O quinto eixo, Parcerias, é transversal e dele depende o alcance dos demais.

201784 mil

População

7,7%

Inflação

3,9%

Tx. de Var. de PIB

0,589

IDH

13,6%

Taxa Desemprego

90,1%

Taxa de Alfabetização

34%

Tx. Mortalidade Infantil

67 anos

Esperança média de vida

20 anos

Idade média

PNUD PNUD no mundo

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue